É aprovada requerimento para audiência sobre acesso à Internet


1
O senador Mecias de Jesus (PRB-RR) é o presidente da Comissão Senado do Futuro
O senador Mecias de Jesus (PRB-RR) é o presidente da Comissão Senado do Futuro Roque de Sá/Agência Senado

A Comissão Senado do Futuro (CSF) aprovou nesta quarta-feira (20) um requerimento de audiência pública para debater o preço cobrado pelas operadoras para que os usuários tenham acesso à internet. Também foi discutido o papel da comissão dentro da Casa e se estabeleceu que as reuniões ordinárias serão realizadas sempre às 14h30 nas quarta-feiras.

O senador Mecias de Jesus (PRB-RR), autor do requerimento e presidente da comissão, afirmou que a desigualdade de acesso à internet no Brasil compromete a utilização da Lei de Acesso à Informação por parte dos cidadãos.

O parlamentar também destacou que a CSF é uma comissão permanente como qualquer outra, podendo emitir pareceres, analisar matérias e votá-las em caráter terminativo. Segundo ele, a comissão deve ser mais valorizada e utilizada para abordar temas como a reforma da Previdência e a reforma política, dentre outros que são de “relevância para o futuro do país e do Senado”.

O senador Eduardo Girão (Pode-CE) concordou que a CSF deve abordar temas importantes como a reforma oolítica e mudanças no Regimento Interno e na estrutura da Casa.

Chegou a hora de se encarar essa importante comissão com projetos que possam deliberar sobre essa questão da estrutura do Senado, repensar esta indústria que custa R$ 4,5 bilhões ao contribuinte e que eu acredito que com uma análise do organograma, das funções, do custo, dos contratos, a gente possa ter uma eficiência junto com uma economia aí.

O senador Styvenson Valentim (Pode-RN) afirmou que a missão da CSF é pensar no que é o futuro para os brasileiros e tornar o cidadão mais próximo do Senado.

Seria importante incluir temas de relevância como Previdência, educação e segurança pública, sempre trazendo tecnologias e inovações dentro desses temas, trazendo possibilidades em que as pessoas possam ser mais incluídas e não afastadas, principalmente dessa Casa e da política — declarou.


Gostou? Compartilhe com seus amigos!

1

Deixe Seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.